Noticias da Hora

Carnaval pet: Saiba os cuidados necessários para deixar o seu bichinho 'cair na folia'

Conforto do animal deve ser prioridade; uso de tintas deve ter indicação veterinária e animais de pelo curto e/ou claro devem passar protetor solar; confira todas as dicas.


* HIDRATE O ANIMAL CONSTANTEMENTE
* EVITE LOCAIS DE MUITO BARULHO
* SE SAIR COM O PET PREFIRA OS HORÁRIOS MAIS FRESCOS
* TEMPERATURA ALTA PODE QUEIMAR AS PATINHAS
* GUIA ADEQUADA E IDENTIFICAÇÃO NA COLEIRA
* PASSE PROTETOR SOLAR ESPECÍFICO PARA ANIMAIS
* EVITE FANTASIAS DESCONFORTÁVEIS
* RESPEITE SEMPRE O LIMITE DO SEU ANIMAL
* NO TRÂNSITO FREIE PARA OS ANIMAIS






“O ideal é que o cão vá a blocos de animais, onde o som estará mais baixo e terá menos aglomeração. Muito barulho e muita gente pode deixar o cão estressado, ele pode até passar mal. Se for um pet mais tímido, assustado, talvez seja melhor não levar, ou se preparar para ficar com ele no colo. Em caso de animais de grande porte, a fucinheira pode ser importante para evitar acidentes”

Ressaltando que alguns tutores podem querer pintar o pelo do pet e alerto para o uso de tintas apropriadas para animais. “Tintas normais podem ser tóxicas e causar alergias e outros problemas, por isso só deve se usar coloração de indicação veterinária. E os animais com pelo muito curto e/ou muito claro devem passar protetor solar específico para cães para evitar câncer de pele”.
Karina Brito
Defensora dos Animais

Nenhum comentário