Gisele Bündchen revela que já pensou em se matar

'Pior coisa que já senti', revelou modelo em biografia

A modelo Gisele Bündchen lança em outubro uma biografia reveladora sobre sua história de vida. No livro, a TOP confessa que já tentou até já pensou em suicídio. "As coisas podem parecer perfeitas do lado de fora, mas ninguém tem ideia do que realmente acontece. Eu realmente tive o desejo de só pular de um prédio e nunca mais ter que me preocupar com esses sentimentos", diz ela, segundo informações da revista 'People'.






Ela contou ainda que teve sua primeira crise de pânico em 2003, durante um voo, e, depois disso, desenvolveu uma síndrome que a deixava com medo em túneis, elevadores e espaços fechados: "eu estou numa ótima posição na minha carreira e sempre me achei muito positiva, então pensava 'Por que estou me sentindo assim? Me senti desamparada. Seu mundo parece menor e menor e você não consegue respirar".



Gisele disse que procurou um especialista, que prescreveu um antidepressivo e antiansiolítico, mas preferiu não usar. "A ideia de depender de um medicamento me apavorou. E se eu perder o remédio? Vou morrer?", se perguntou. A mudança de vida veio do nada: "eu fumava, bebia vinho e tomava café todos os dias. Parei com tudo do dia para a noite".





Com problemas para entrar no mundo da moda, no início da carreira, ela disse que recebeu duras críticas: "me diziam que meu nariz era muito grande e meus olhos muito pequenos e que eu nunca estaria na capa de uma revista".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Top Baladas