Noticias da Hora

Após ser acusada de roubo, mulher passa mal e quebra o pé em loja de shopping em Salvador

Caso aconteceu no Shopping Bela Vista, um dos principais centros comerciais de Salvador








Uma mulher de 42 anos denunciou, que foi acusada de roubo por um segurança de uma loja localizada no Shopping Bela Vista, bairro Horto Bela Vista, em Salvador. De acordo com informações da Polícia Civil e do centro de compras, o caso aconteceu na última sexta (20) e foi registrado nesta segunda (23) na 11ª Delegacia Territorial de Tancredo Neves.

Fernanda Rodrigues dos Santos foi abordada por um segurança que a teria acusado de furto de produtos com uma outra mulher e solicitado que ela saísse do local. Ao site G1 Bahia, Fernanda contou que não conhece a outra mulher e que estava na loja Renner sozinha. Com a acusação, ela teve um pico de hipertensão e desmaiou, fraturando o pé.


Em nota, a assessoria do Shopping Bela Vista informou que “prestou atendimento médico à cliente e ofereceu toda a assistência necessária enquanto ela esteve no empreendimento. Ela fez o registro da queixa na Central de Atendimento ao Cliente e o shopping está aguardando a apuração dos fatos. O Bela Vista reitera que não compactua, não tolera e repudia quaisquer atitudes discriminatórias e reforça que possui um posicionamento democrático e de acolhimento à diversidade.”

Já a Polícia Civil detalhou, também em nota, que “oitivas estão sendo realizadas e a Coordenação Especializada de Repressão aos Crimes de Intolerância e Discriminação (Coercid) está ajudando na apuração dos fatos.”

Ainda segundo o G1 Bahia, Fernanda Santos trabalha como recepcionista em uma unidade do Laboratório DNA e vai ficar 14 dias afastada do trabalho. A recepcionista conta que foi informada pela gerente da loja que o segurança foi demitido.

O que diz a loja

Em nota, enviada ao G1 Bahia, as Lojas Renner afirmou que apurou imediatamente o caso e seguiu seu protocolo para relatos de casos de discriminação. Após verificar as imagens captadas pelo circuito interno de TV e analisar os fatos, não encontrou evidências das acusações relatadas.

A empresa informou que prestou toda a assistência necessária à cliente e que está pronto para colaborar com as autoridades na investigação, fornecendo as imagens gravadas e colocando à disposição nossos colaboradores e demais evidências disponíveis.

A Lojas Renner lamentou a a situação e reforçou o comprometimento com a promoção da igualdade racial.

Nenhum comentário