Noticias da Hora

Paraíso Perdido: laudo nega suicídio e viúva é indiciada por homicídio

Maqueila, amiga de Shirley, também foi indiciada por participação no crime


O laudo pericial da morte de Leandro Troesch, dono da pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe, no Recôncavo Baiano, apontou que não houve suicídio. Com o resultado, o delegado Rafael Magalhães, responsável pelas investigações, concluiu o inquérito policial e o encaminhou à Justiça na tarde desta terça-feira (19).

Shirley da Silva Figueredo, companheira de Leandro, foi indiciada por homicídio. Ela está foragida. Já Maqueila Bastos, amiga de Shirley, foi indiciada como partícipe do crime. Na última quarta-feira (13), a Justiça decidiu manter a prisão temporária de Maqueila Bastos, que permanece no Presídio Feminino, localizado no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador.

Nenhum comentário