Noticias da Hora

Deputado pastor Eurico quer proibir o Carnaval em 2022 no Brasil

Figurinha carimbada em manifestações bolsonaristas, o deputado teme que aglomerações durante o Carnaval provoquem uma nova onda de Covid


O deputado federal Pastor Eurico (Patriota-PE) entrou no bloco de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que fazem campanha para que não haja Carnaval em 2022 no Brasil, independentemente das condições sanitárias.

Na última quinta-feira (25/11), o parlamentar evangélico protocolou um projeto de lei para impedir a realização “de quaisquer festas, blocos carnavalescos ou eventos de pré-Carnaval, em ambientes abertos ou fechados, promovidos por iniciativa pública ou privada”.


A justificativa de Eurico é, claro, a Covid-19:


“Cancelar a celebração do Carnaval em todo o país é uma medida sensata para evitar possíveis curvas invisíveis de contágio e o surgimento de novas variantes do vírus. Não podemos esmorecer agora, no final desta guerra, e permitir que a população de todo o Brasil seja exposta a esse risco”, escreveu o deputado no projeto.


Capelão de cultos na Câmara, Pastor Eurico, entretanto, não tem tanta aversão a aglomerações quando se trata de eventos de apoio ao presidente da República.

Em suas redes sociais é possível vê-lo participando dos atos de 7 de setembro, quando Bolsonaro atacou o Supremo Tribunal Federal (STF) e causou um “Carnaval” em São Paulo e Brasília. Sem usar máscara, ele também é figurinha carimbada nas visitas do presidente a Pernambuco.

O deputado apresentou o projeto na mesma semana em que Bolsonaro afirmou que “por ele não tinha Carnaval”. O presidente, vale lembrar, sempre manifestou aversão às festividades carnavalescas.

Em 2021, quando a festa popular não foi realizada por causa da pandemia, Bolsonaro aproveitou o feriado e viajou para Santa Catarina, provocando aglomerações, em farra que custou R$ 1,8 milhão aos cofres públicos.

Nenhum comentário