Influenciador digital pode virar uma profissão prevista em lei; entenda




Câmara irá analisar projeto que prevê a regulação da "profissão de vlogueiro e blogueiro"


Influenciador digital pode virar uma profissão. É o que propõe um projeto de lei do deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE), conhecido como Dudu da Fonte, proposto na Câmara dos Deputados em Brasília.

O PL 10937/2018, apensado ao PL 4289/2016, que fala a respeito da “profissão de vlogueiro e blogueiro”, “dispõe sobre a regulamentação do ofício de Influenciador Digital Profissional”.

O deputado acredita que influenciador digital “é uma nova profissão dos tempos modernos” e que mostra-se “necessário também regulamentar, dentro do possível, o conteúdo veiculado por esses trabalhadores, que possuem amplo alcance e impacto na formação de opinião de parcelas expressivas da população, em especial os mais jovens”.


Segundo o projeto, considera-se como um influenciador aquele que “cria e publica conteúdo na internet, em redes sociais, blogs e sites, na forma de vídeos, imagens ou textos, capaz de influenciar opiniões, comportamentos e manifestações de seus seguidores”, sendo vedada a “divulgação de conteúdo visando a prática de perseguição ou discriminação por motivos sociais, econômicos, políticos, religiosos, de gênero, raciais, de orientação sexual, condição física ou mental, ou de qualquer outra natureza”.

Fonte: Jovem Pan

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Top Baladas