'Experiência muito dolorosa', diz Mariana Ferrão de depressão

Apresentadora conta que os exercícios, aliados a uma boa alimentação e meditação, foram importantes para que ela superasse a depressão duas vezes



Quem acompanha o “Bem estar” nas manhãs da Globo sabe que Mariana Ferrão completará 40 anos em agosto. A apresentadora resolveu usar a própria experiência para fazer uma série em que incentiva as pessoas a realizarem seus sonhos. O dela é aprender a surfar, como está sendo mostrado desde dezembro de 2017 no reality “Entre nessa onda”, um dos quadros do programa. Mariana acredita que a idade só lhe proporciona mais proximidade com sua própria essência:

- Os 40 já não significam tanta coisa agora, numa vida que pode ter mais de cem. Não é nem metade desse tempo. Você fica mais maduro e já tem mais noção de quem é. A passagem do tempo, para mim, foi muito positiva. Me trouxe uma proximidade maior com a minha essência, e com isso, passei a ter menos medo de ser eu mesma. Essa é a beleza do passar dos anos.

A ideia do reality surgiu quando Marina estava lendo um livro e resolveu fazer uma atividade proposta na obra: escrever sobre suas aspirações: - O surfe sempre foi um desejo, desde criança. E eu sempre fui postergando essa história porque eu nunca tive oportunidade. Morando em São Paulo, longe da praia, e nunca namorei um surfista na vida. Fui deixando passar. Então, em certo momento, resolvi aprender de uma vez por todas. Depois me veio o insight: 'Por que não transformar isso num quadro para o 'Bem estar'?'. Na reunião de pauta no dia seguinte, eu estava entrando na sala quando a diretora falou: 'Precisamos de um novo reality'. Na hora eu vendi a ideia e eles adoraram.

Ela conta que a fase atual é perfeita para começar aprender o esporte: - Quarenta é uma idade boa. Acho muito deliciosa, porque ainda temos muito vigor físico e já adquirimos essa proximidade com a essência de que falei.

A apresentadora sempre teve uma relação próxima com atividades físicas. Sua grande paixão é a dança, que pratica desde pequena. Além disso, já fez aulas de natação e handball e, mais recentemente, praticou yoga e musculação. A apresentadora conta que os exercícios, aliados a uma boa alimentação e meditação, foram importantes para que ela superasse a depressão duas vezes. Primeiro, quando tinha 18 anos; depois, durante a gravidez do primeiro filho, Miguel.

- Eu me dei conta conta de que algumas coisas eram fundamentais para eu fugir desse fundo do poço que eu tinha conhecido. Sono, alimentação e atividade física funcionaram durante esse tempo para mim para controlar a depressão, para manter esse monstro no controle. Porque eu nunca mais quis entrar em contato com aquilo. Foi uma experiência muito dolorosa.

As dicas de Mariana no “Bem estar” sempre têm ligação com sua própria experiência. O interesse no assunto e a vontade de passar o conhecimento adiante são naturais para a apresentadora, que agora tem um programa na Rádio Globo intitulado “Saúde de corpo e alma”, no qual trata principalmente de meditação.

Outra plataforma que usa para passar dicas é o Instagram. Desde que engravidou pela primeira vez, decidiu turbinar seu perfil na rede social com posts sobre a maternidade e hoje já acumula 470 mil seguidores. Em vídeos curtos, fala principalmente dos exercícios e dos filhos.

- Minha base de seguidores é feita principalmente de mães, pessoas que estão passando pela mesma situação que eu. Acho que é por isso que tenho muito carinho por esse público. O legal das redes sociais é que fica mais fácil de o outro se identificar. E também há diálogo, diferente da televisão.

Comentários