Noticias da Hora

Achou um gatinho recém-nascido e não faz a mínima ideia do que fazer?

 Vou te ensinar a cuidar do filhotinho! ;)



Os três passos para cuidar de um Gato Recém-Nascido

Viu a caixa cheia de gato recém-nascido, o coração apertou e levou pra casa mas não sabe como cuidar? Isso é bem comum, mas há soluções para que consiga manter eles bem e saudáveis. O primeiro passo você já deu e foi um gesto lindo!





Saiba que precisará de dedicação e muito amor para cuidar dos pequeninos, eles serão totalmente dependentes dos seus cuidados até que tenham idade o suficiente para que consigam exercer as necessidades mais básicas.

Isso mesmo: além de mantê-los alimentados, precisa também aquecê-los e ainda estimular a região das genitálias, por que nem xixi e cocozinho conseguem fazer sozinhos.

Como alimentar Gatos Recém-Nascidos

 Independente de encontrar a mãe de leite ou não, os primeiríssimos passos assim que resgatar os gatos recém-nascidos é aquecer e alimentar. Não sobrevivem muito tempo sem esses dois suportes, ficam fracos, debilitados e em poucas horas podem vir ao óbito. Alimentar porém, ainda é o mais importante.


A dúvida mais comum é como alimentar o gato recém-nascido. Há hoje, muito fácil até de se encontrar, mamadeiras para filhotinho e fórmulas que substituem o leite materno com os principais nutrientes para um bom desenvolvimento.

O Pet Milk é um dos mais conhecidos. Você já deve até ter ouvido falar! Ele é enriquecido com uma grande quantidade de substâncias que se assemelham ao leite da mamãe gata para que o filhotinho não tenha deficiências nutricionais e cresça forte.





A melhor opção para dar o suplemento é utilizar uma mamadeira ou chuquinha especial para gatos recém-nascidos. É arriscado utilizar outras alternativas como uma seringa ou conta gotas por exemplo, por que pode afogar o filhotinho. Inclusive o recém-nascido deve ser alimentado de barriga para baixo para não encharcar os pulmões acidentalmente. E não aperte a mamadeira, eles irão fazer o processo de sugar o leite.

Em casos de extrema urgência, onde não consiga o suplemento substituto do leite materno, faça uma receita caseira para usar apenas até que consiga achar e comprar.

 

Leite Caseiro para Gatos Recém-Nascidos

 


O leite caseiro é uma alternativa para situações extremas. O gato recém-nascido só deve ser alimentado com essa receita até que você encontre o alimento substituto ideal. Isso por que apesar de alimentar o pequenino, não o nutri.

Receitas caseiras não possuem o nutrimento completo que felinos recém-nascidos precisam como vitaminas, aminoácidos e minerais, encontrados no leite materno ou no suplemento industrial. Então só servirá para que não fique com fome.

Então vamos lá, anote a receita de leite caseiro para gato recém-nascido:
1 Gema cozida (sem a clara e sem a película esbranquiçada que há na gema)
1 copo de Leite Integral
1 copo de Água Fervida, Mineral ou Filtrada
1 colher se sopa de Creme de Leite

Não precisa adoçar. Bata tudo no liquidificador e guarde em um recipiente de vidro esterilizado. Mantenha refrigerado e só retire o necessário para alimentar o filhotinho. Essa receita deve ser usada em até 3 dias.

Como manter Aquecido um Gato Recém-Nascido:




 Como dissemos, alimentar e aquecer antes de qualquer coisa. Mas como aquecer seres tão pequeninos que cabem na palma da mão? Aqui vai algumas dicas!


Você vai precisar de:
1 Caixa de Papelão Alta
Toalhas ou mantinhas quentes
Pelúcias
Bolsa térmica ou garrafas Pet
Água quente para a bolsa térmica

Primeiro forre a caixa com a toalha ou manta e inclua os bichinhos de pelúcia para que se sintam mais confortáveis, como se fosse a mamãe. Aqueça a água e coloque na bolsa térmica. Se não tiver bolsa térmica, utilize garrafas pet com boa vedação, mas precisa enrolá-las em toalhas para que não queimem os gatos recém-nascidos.

Mantenha a água sempre quente para que não percam a temperatura. Os filhotinhos não conseguem produzir calor até os 20 dias de vida, então esse processo deve ser frequente.

Uma outra opção de aquecimento é utilizar uma abajur com lâmpada amarela. Coloque direcionada a caixa sem contato direto com o bebê para que não o machuque. Mas veja se a sua lâmpada realmente serve para aquecê-los.

A caixa deve ser alta para que não consigam sair. Apesar de ainda não andarem, conseguem se arrastar e assim podem alcançar o chão frio. Importante também deixar a caixa em um ambiente mais calmo, onde não há tanta passagem de ar e com menos luz, como o quarto.


Como ajudar um Gato Recém-Nascido a fazer as necessidades:



 Tudo que entra, precisa sair. E no caso dos gatinhos recém-nascidos não é diferente. O problema é que nem isso eles conseguem fazer sozinhos ainda e dependem de você para ajudar nisso.


Normalmente a mamãe gata, a cada mama, lambe a barriguinha e depois os genitais do bebê para estimular a saída do xixi e do cocô. E nesse caso, a mamãe gata será você, mas calma, não será lambendo não!!

Para isso precisará de:
Algodão
Água morna
Lenço umedecido sem cheiro e sem Álcool

Umedeça o algodão na água e esfregue primeiramente na barriguinha, para ajudar ativar o intestino, e depois nas genitálias. Insista nesse processo, quanto mais novo for, mais dificuldades o filhote terá. Quando fizerem as necessidade utilize o lenço umedecido para mantê-los limpos.


Esses são os três passos primordiais para conseguir criar um gato recém-nascido sem a mamãe gata. São simples, eficazes, mas pedem muita dedicação. Essa estimulação deve ocorrer até pelo menos os próximos 20 dias de vida ou até ver que já conseguem fazer sozinhos. E assim que começarem a evacuar sem dificuldades, os apresente a caixinha de areia.

Se algum bebê acabar não sobrevivendo, não fique chateado, as vezes acontece. Lembre-se que o seu ato é de amor genuíno e que sem ele, esses pequeninos não teriam nem a chance de lutar!

Dicas Royal Pets


Nenhum comentário